Posts recentes
Manter a conexão

Há em tudo que fazemos uma razão singular


Há em tudo que fazemos Uma razão (?) singular: É que não é o que queremos. Faz-se porque nós vivemos, E viver é não pensar. Se alguém pensasse na vida, Morria de pensamento. Por isso a vida vivida É essa coisa esquecida Entre um momento e um momento. Mas nada importa que o seja Ou que até deixe de o ser: Mal é que a moral nos reja, Bom é que ninguém nos veja; Entre isso fica viver.

© FERNANDO PESSOA 15-9-1933 In Novas Poesias Inéditas, 1973 Ed. Ática, Lisboa


#SeuMelhorAgora